Novo golpe do Imposto de Renda rouba dados de contribuintes; saiba como se proteger

Jamais clique em links suspeitos que direcionam para outras páginas na web, mesmo que contenham o nome da Receita Federal

No início de dezembro, a Receita Federal emitiu um alerta aos contribuintes sobre um novo golpe de ‘phishing’ que utiliza o Imposto de Renda para roubar informações cadastrais, fiscais e financeiras das vítimas.

De acordo com a entidade, criminosos estão enviando e-mails falsos em nome da instituição afirmando que o cidadão teve problemas na declaração do Imposto de Renda sobre Pessoa Física (IRPF). O golpe se refere ao IR 2022, já que o Imposto de Renda 2023 deve ser declarado apenas em março do próximo ano.

Em caso de resposta do contribuinte, os golpistas pedem o pagamento de uma multa. Por isso, a orientação da Receita é que não se abra, nem se responda às mensagens.

Caso o cidadão receba qualquer tipo de contato em nome da Receita Federal, deve entrar no portal do contribuinte (e-CAC) utilizando login e senha.

Dentro do portal, deve-se checar se, de fato, existem pendências no CPF ou Imposto de Renda sobre Pessoa Física (IRPF).

Segundo o Ministério da Fazenda, este é o único procedimento seguro para verificar a existência de multas. Abaixo, confira dicas para se proteger de golpes de phishing.

Prevenção a golpes de phishing

Antes de mais nada, os usuários não devem abrir ou responder os e-mails e podem deletar a mensagem imediatamente.

Além disso, é de suma importância não abrir os arquivos anexados, já que eles geralmente contém malwares que, se instalados no computador, podem capturar informações confidenciais, como dados de acesso ao internet banking.

Jamais clique em links suspeitos que direcionam para outras páginas na web, mesmo que contenham o nome da Receita Federal, ou venham acompanhados de mensagens apelativas, como “Clique agora”.

Em caso de dúvidas, acesse diretamente o site oficial da Receita Federal ou procure uma unidade de atendimento.

Orientações da Receita Federal

Como dito acima, a orientação da Receita Federal é que os contribuintes evitem interagir com qualquer mensagem endereçada via e-mail, SMS ou mensagem de WhatsApp.

Lembre-se: para verificar pendências na declaração, entre no portal do contribuinte (e-CAC). Ao acessar o e-CAC, o usuário deve entrar com o seu login e senha.

No portal, qualquer pendência de CPF ou CNPJ estará disponível para visualização. Os locais seguros para alterações são nos sites oficiais, na Receita, e não por meio de mensagens aleatórias.

Ligações telefônicas, por mais ‘reais que sejam’, também devem ser ignoradas.

IR 2023

O recebimento da declaração do IR 2023 deve iniciar em março e seguir até o final de abril. A Receita Federal vai disponibilizar o programa para download, mas você também pode enviar sua declaração via portal e-CAC ou pelo aplicativo Meu Imposto de Renda.

Anualmente, a Receita Federal atualiza o Programa e disponibiliza a versão referente ao IRPF daquele período.

As situações de obrigatoriedade de quem precisa declarar imposto de renda devem seguir as mesmas, mantendo, por exemplo, o valor limite de R$ 28.559,70 de rendimentos tributáveis e de R$ 40 mil para rendimentos não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte.

Fonte: Fenacon